Musicoterapia :: Residence Care
 

Blog Residence

Musicoterapia

A musicoterapia como tratamento para Alzheimer

O Mal de Alzheimer é uma doença degenerativa atualmente incurável, mas que possui tratamentos paliativos que estão dando grandes resultados. A maioria dos pacientes com Alzheimer são idosos, salvo raras exceções. Muito tem se falado sobres os tratamentos de Alzheimer não-medicamentosos, como leitura, exercícios físicos e músicas, dentre eles a música tem chamado atenção dos estudiosos e médicos.

Um estudo feito por neurocientistas alemães comprovou que as lembranças musicais são armazenadas numa região do cérebro diferente da que registra as outras recordações, que são esquecidas pelos pacientes com a doença. Sendo assim com base em músicas, os pacientes conseguem relembrar datas específicas e marcantes da vida deles quando elas tocaram — como casamentos e aniversários, ou reuniões de família no Natal.

Cada música representa uma informação emocional diferente para cada pessoa. E essas lembranças ficam guardadas em partes mais profundas do cérebro. Há também a ativação da memória semântica. Portanto, ao ouvir uma música, a pessoa também relembra o significado de determinado fato que ocorreu durante a sua vida.

Uma grande vantagem deste tratamento é que a família pode participar ativamente. Colocando músicas que fizeram parte da trajetória do paciente e inclusive incentivando os que tocavam algum instrumento musical a voltar a tocá-lo ou pelo menos colocar o paciente em contato com ele.

Segundo o estudo, pacientes que viviam tristes e isolados tiveram grandes mudanças com a musicoterapia. Este tratamento tem mostrado que não somente ajuda a memória como também deixa o paciente mais animado e feliz. Além disso uma excelente notícia é que a música ajuda a desacelerar o avanço da doença.

 

 

Balada na Casa de Repouso Residence Care 

 


Blog Residence

Buscar no Blog

Categorias

Receba dicas e informações em seu e-mail

Mandamos coisas bem legais para você, como: Tendências, pesquisas, cases, e muito mais...

Osteoporose

Durante o processo de envelhecimento os homens e mulheres são mais susceptíveis a osteoporose que progride sorrateiramente, de forma lenta e raramente apresenta sintomas que indiquem o desenvolvimento da doença. As fraturas costumam ser espontâneas, ou seja, não são relacionadas...

A Pele e a Idade

O processo de envelhecimento humano provoca um grande número de mudanças fisiológicas, e um dos órgãos que mais sofre com o avanço dos anos é a pele. Os principais problemas que podem atingir a pele na terceira idade incluem a queda na capacidade de formação de colágeno.

O Evelhecimento

O envelhecimento é o grande causador de inúmeros distúrbios que ocorrem no nosso corpo. As limitações aumentam e com ela, a dependência. Não há nada melhor no mundo do que ser independente. A independência vai sendo removida de nossas vidas com o passar do tempo.

Gerontologia

A gerontologia (ciência que estuda o processo de envelhecimento do homem) aborda áreas além das doenças relacionadas à idade e à sua prevenção, a fim de reconhecer que o envelhecimento bem sucedido exige a manutenção de uma função fisiológica e de uma aptidão física aprimorada.



Av. Álvaro Guimarães, 215 | Planalto | São Bernardo do Campo/SP | 09890-000 11 3428-9640 | 11 94029-3375 - 4341-8799

Copyright © 2011 Residence Care - São Bernardo do Campo SP.
Todos os direitos reservados.