Diabetes na Terceira Idade :: Residence Care
 

Blog Residence

Diabetes na Terceira Idade

    Muito tem se ouvido falar sobre esta doença muitas vezes silenciosa que ataca principalmente os idosos, mas você sabe exatamente o que é o Diabetes? O nome completo é Diabetes Mellitus e é uma doença caracterizada pela elevação da glicose no sangue (hiperglicemia). Pode ocorrer devido a defeitos na secreção ou na ação do hormônio insulina, que é produzido no pâncreas, pelas chamadas células beta . A falta da insulina ou um defeito na sua ação resulta em acúmulo de glicose no sangue, o que chamamos de hiperglicemia. 

     No Diabetes Tipo 1, o pâncreas do paciente deixa de produzir o hormônio insulina, aumentado os níveis de açúcar no sangue, este tipo geralmente é diagnosticado na infância. O Diabetes Tipo 2 é o tipo mais comum, representando 90% dos casos. Geralmente ocorre em adultos acima de 40 anos obesos. Neste tipo há a junção de dois fatores: resistência à insulina junto com a diminuição da produção de insulina. Neste texto iremos nos ater mais ao Diabetes Tipo 2 que acomete mais a Terceira Idade.

     Alguns sintomas podem indicar o Diabetes, dentre eles: o excesso de urina, conhecido como poliúria é um dos primeiros sintomas; sede em excesso, como se urina muito é necessária a reposição desta perda de água; muito cansaço, uma vez que a glicose é nossa principal fonte de energia e a célula do diabético não tem a capacidade de receber esta glicose; perda de peso, na Diabetes Tipo 2 ela não é tão frequente, mas pode ocorrer; fome excessiva, uma vez que o corpo com a doença se comporta como se estivesse em jejum; visão embaçada, o excesso de glicose no sangue causa um inchaço do cristalino; cicatrização deficiente, a dificuldade em cicatrizar feridas ocorre por uma diminuição da função das células responsáveis pela reparação dos tecidos; infecções, uma vez que o Diabetes leva a debilidade do sistema imunológico.

      Para diagnóstico da doença o médico pedirá um exame laboratorial. Existem quatro exames diferentes que podem confirmar a diabetes: glicose em jejum, teste de glicemia capilar, teste de tolerância à glicose e o teste da hemoglobina glicada.

     O tratamento para Diabetes sempre envolve adequar a alimentação e tomar medicamentos. No Diabetes Tipo 2 além de adequar a alimentação e a prática de exercícios é usado um ou mais hipoglicemiantes. Geralmente, inicia-se o tratamento utilizando somente um destes medicamentos e depois o médico avalia a necessidade da combinação com outros, mas é comum que na Terceira Idade o indivíduo tenha que tomar mais de dois medicamentos para controlar o Diabetes Tipo 2.

     As recomendações para quem tem Diabetes é começar a praticar exercícios físicos. A atividade física é essencial no tratamento do Diabetes para manter os níveis de açúcar no sangue controlados e afastar os riscos de ganho de peso. A prática de exercícios deve ser realizadas de três a cinco vezes na semana. Existem restrições, sendo assim os pacientes com Diabetes devem sempre combinar com seus médicos quais são as melhores opções. Lembrando que o ideal é privilegiar atividades físicas leves, pois quando o gasto calórico é maior do que a reposição de nutrientes após o treino, pode haver a hipoglicemia. Além disso deve-se seguir uma dieta que consiste basicamente em: comer de 3 em 3 horas, consumir alimentos diet, comer mais fibras e cereais, evitar gordura saturada e carboidratos simples, como carne vermelha, arroz e batata; beber bastante água; evitar todo tipo de açúcar e adoçante. Além disso verificar diariamente os níveis de glicose no sangue, alguns estados oferecem gratuitamente a insulina, as seringas, agulhas e as tiras necessárias para o controle do Diabetes.



Blog Residence

Buscar no Blog

Categorias

Receba dicas e informações em seu e-mail

Mandamos coisas bem legais para você, como: Tendências, pesquisas, cases, e muito mais...

Osteoporose

Durante o processo de envelhecimento os homens e mulheres são mais susceptíveis a osteoporose que progride sorrateiramente, de forma lenta e raramente apresenta sintomas que indiquem o desenvolvimento da doença. As fraturas costumam ser espontâneas, ou seja, não são relacionadas...

A Pele e a Idade

O processo de envelhecimento humano provoca um grande número de mudanças fisiológicas, e um dos órgãos que mais sofre com o avanço dos anos é a pele. Os principais problemas que podem atingir a pele na terceira idade incluem a queda na capacidade de formação de colágeno.

O Evelhecimento

O envelhecimento é o grande causador de inúmeros distúrbios que ocorrem no nosso corpo. As limitações aumentam e com ela, a dependência. Não há nada melhor no mundo do que ser independente. A independência vai sendo removida de nossas vidas com o passar do tempo.

Gerontologia

A gerontologia (ciência que estuda o processo de envelhecimento do homem) aborda áreas além das doenças relacionadas à idade e à sua prevenção, a fim de reconhecer que o envelhecimento bem sucedido exige a manutenção de uma função fisiológica e de uma aptidão física aprimorada.



Av. Álvaro Guimarães, 215 | Planalto | São Bernardo do Campo/SP | 09890-000 11 3428-9640 | 11 94029-3375 - 4341-8799

Copyright © 2011 Residence Care - São Bernardo do Campo SP.
Todos os direitos reservados.