Alzheimer, dúvidas e mitos :: Residence Care
 

Blog Residence

Alzheimer, dúvidas e mitos

Sobre a doença em si consultamos o diretor científico da ABRAzAssociação Brasileira de Alzheimer, Dr. Rodrigo Schultz. E para as questões sobre o tratamento e cuidados, entrevistamos Luciana Giarini, diretora do Residence Care - um residencial para idosos que é referência quando falamos no tratamento do Alzheimer.

Especialista há 20 anos em neurologia, o Dr. Rodrigo esclarece que o paciente e os familiares devem ficar atentos aos primeiros sintomas, o mais comum é a perda de memória recente. A partir daí é necessário procurar um profissional no assunto para que se avalie e assim se dê o possível diagnóstico. Segundo o doutor, o diagnóstico muitas vezes é difícil: “Precisamos fazer avaliação neuropsicológica, ou até uma avaliação médica multidisciplinar, com fonoaudiólogo e psicólogo, só 10% do diagnóstico e obtido através de exames”.

O maior fator de risco para o Alzheimer é disparado a idade. Como as pessoas estão vivendo mais anos, é mais comum a incidência da doença, mas fatores ambientais também podem influenciar, como obesidade, diabetes e colesterol alto. Para reduzir os riscos, as pessoas têm de cuidar de si ao longo da vida, mantendo uma alimentação saudável, praticando atividades físicas diárias e controlando o colesterol. O nível de escolaridade também ajuda na menor progressão da doença, quanto mais estudar e desenvolver a memória melhor.

Quando do diagnóstico de Alzheimer, a preocupação da família e as dúvidas são inúmeras: qual tratamento, como será o dia a dia etc. “Os familiares muitas vezes adoecem junto com o paciente, pois o doente tem alterações de humor e os cuidados específicos que precisam ser tomados são difíceis e mudam o cotidiano”, afirma Luciana Giarini, diretora do Residence Care.

Entrevista - Dr. Rodrigo Schultz 1ª Parte

O importante nesta fase é procurar o máximo de informações possíveis sobre a doença e buscar clínicas especializadas. A vida com Alzheimer passa por várias fases, é um processo longo e muito cansativo para os familiares, … “nós procuramos amenizar estas fases em nossos hóspedes e consequentemente na família. O importante de o paciente ser assistido por uma clínica especializada é ter todos os cuidados que a pessoa com Alzheimer necessita: horários de remédios, banho, comida”, afirma Luciana. E continua:... assim a família diminui as situações estressantes com o doente e mantem uma relação mais agradável com seu familiar. A família tem de pensar na qualidade do tempo que passa com o parente com Alzheimer e não na quantidade de tempo.

É importante incentivar atividades específicas com o intuito de propiciar melhor qualidade de vida. É aconselhável que o paciente faça atividades voltadas para amenizar a evolução da doença. Tratamento com músicas, festas, jogos, além de fisioterapia e terapia ocupacional, como artesanato, pintura, culinária são muito importantes. “Deve-se propiciar atividades que os tornem mais independentes”, afirma Luciana. “O Alzheimer é uma doença difícil, mas com um tratamento especializado voltado para o paciente e com o apoio da família, podemos amenizar seus efeitos”, finaliza a diretora do Residence Care.

Entrevista - Luciana Giarini 1ª Parte 

 


Blog Residence

Buscar no Blog

Categorias

Receba dicas e informações em seu e-mail

Mandamos coisas bem legais para você, como: Tendências, pesquisas, cases, e muito mais...

Osteoporose

Durante o processo de envelhecimento os homens e mulheres são mais susceptíveis a osteoporose que progride sorrateiramente, de forma lenta e raramente apresenta sintomas que indiquem o desenvolvimento da doença. As fraturas costumam ser espontâneas, ou seja, não são relacionadas...

A Pele e a Idade

O processo de envelhecimento humano provoca um grande número de mudanças fisiológicas, e um dos órgãos que mais sofre com o avanço dos anos é a pele. Os principais problemas que podem atingir a pele na terceira idade incluem a queda na capacidade de formação de colágeno.

O Evelhecimento

O envelhecimento é o grande causador de inúmeros distúrbios que ocorrem no nosso corpo. As limitações aumentam e com ela, a dependência. Não há nada melhor no mundo do que ser independente. A independência vai sendo removida de nossas vidas com o passar do tempo.

Gerontologia

A gerontologia (ciência que estuda o processo de envelhecimento do homem) aborda áreas além das doenças relacionadas à idade e à sua prevenção, a fim de reconhecer que o envelhecimento bem sucedido exige a manutenção de uma função fisiológica e de uma aptidão física aprimorada.



Av. Álvaro Guimarães, 215 | Planalto | São Bernardo do Campo/SP | 09890-000 11 3428-9640 | 11 94029-3375 - 4341-8799

Copyright © 2011 Residence Care - São Bernardo do Campo SP.
Todos os direitos reservados.